Tag Archive | Al Berto

Poeta do mês

Cromo

andamos pelo mundo
experimentando a morte
dos brancos cabelos das palavras
atravessamos a vida com o nome do medo
e o consolo dalgum vinho que nos sustém
a urgência de escrever
não se sabe para quem

o fogo a seiva das plantas eivada de astros
a vida policopiada e distribuída assim
através da língua… gratuitamente
o amargo sabor deste país contaminado
as manchas de tinta na boca ferida dos tigres de papel

enquanto durmo à velocidade dos pipelines
esboço cromos para uma colecção de sonhos lunares
e ao acordar… a incoerente cidade odeia
quem deveria amar

o tempo escoa-se na música silente deste mar
ah meu amigo… como invejo essa tarde de fogo
em que apetecia morrer e voltar

Al Berto, in ‘Salsugem’

Atenção:

Como é já habitual, os alunos poderão encontrar na biblioteca da escola o folheto em formato papel.

Anúncios

Poeta do mês

Poetas portugueses

Poetas portugueses

Al Berto, pseudónimo de Alberto Raposo Pidwell Tavares, nasceu em Coimbra a 11 de Janeiro de 1948 e faleceu em Lisboa a 13 de Junho de 1997. Foi poeta, pintor, editor e animador cultural. Nascido no seio de uma família da alta burguesia, passa toda a infância e adolescência em Sines até que a família decide enviá-lo para o estabelecimento de ensino artístico Escola António Arroio, em Lisboa.
Em 1967 foi para a Bélgica onde estudou pintura em Bruxelas e em 1971 decide abandonar o curso de pintura e dedicar-se exclusivamente à escrita.